@PatuemFoco

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Pais devem ‘vigiar’ redes sociais dos filhos, diz psicóloga potiguar sobre ‘Baleia Azul’

Um jogo criminoso pode por fim à vida de crianças, adolescentes e jovens. O ‘Baleia Azul’ virou pauta de inquérito policial e, mais que um jogo juvenil, virou tormento para pais que veem mudanças nos filhos e não sabem como agir.
A automutilação e isolamento são alguns dos males trazidos pela peleja, podendo resultar em suicídio. Questionada sobre o que leva um jovem a querer participar do jogo e se automutilar, a psicóloga aponta um sofrimento agudo já existente.
“Não só a depressão causa o desejo de mutilação, mas outros transtornos, como o ‘boderline’. É um estágio avançado da doença, com sofrimento, já com o desejo de suicídio. Muitas vezes os adolescentes se automutilam como se a dor física fosse amenizar a dor interna. Veja só: Se eu já tenho vontade de me suicidar e tem um jogo que me instiga ao que eu não tenho coragem de fazer, é um ótimo incentivo. É com esse pensamento que eles se rendem”, explicou uma psicóloga potiguar.
Via Notícias no Face

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO !!!

Prezado Amigo Web-Leitor, não publicarei comentários anônimos e, também, não aceito nenhum tipo de ofensas morais que possam vir a denigrir a imagem de alguém e não me responsabilizo por comentários que alguém possa vir fazer.
Pois, antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato !!!

Cordiais saudações,

CLAUDISMAR DANTAS -
(Editor - Blog PATU EM FOCO).