@PatuemFoco

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

CE: POLÍCIA CIVIL APREENDE MAIS DE 100KG DE MACONHA E PRENDE CINCO


Entre os suspeitos tem dois espanhóis que já eram procurados pela Polícia Federal para serem expulsos do país. Um deles já havia sido preso por tráfico internacional.

A Polícia Civil prendeu cinco homens, dois espanhóis, um paranaense, um mineiro e um cearense com 105 kg de maconha, mudas e sementes para cultivo do narcótico. A operação deflagrada pela Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD) foi realizada em dois pontos onde a quadrilha atuava, em  Maracanaú e em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

De acordo com a Polícia, os dois espanhóis já eram procurados pela Polícia Federal para serem expulsos do país, pois estavam irregulares e um deles já havia sido preso por tráfico internacional.

Os presos foram identificados como José Torres Torrecilla, o "Gringo", Julio Martinez Uceda, Sérgio dos Santos Castro, o paranaense conhecido como "Sérgio da Pavuna", Gustavo de Lima Uchôa, o mineiro chamado de "pé de pano", e o cearense, Cleiton Gomes Quaresma.

Parte da droga foi apreendida em Maracanaú, em dois locais diferentes. O restante estava em um camping no cumbuco, em Caucaia. A Polícia também apreendeu dois veículos que os suspeitos utilizavam quando iam buscar as drogas.

Fonte: DN / Via Camocim Polícia 24h

Governo federal extingue programa e eleva impostos

DivulgaçãoA partir de dezembro, as vendas de produtos como notebooks e smartphones serão tributadas
A partir de dezembro, as vendas de produtos como notebooks e smartphones serão tributadas


Para aumentar a arrecadação, o governo Dilma Rousseff decidiu extinguir o programa de inclusão digital, criado há dez anos, aumentar impostos sobre o setor de bebidas quentes, como vinhos e destilados, e sobre empréstimos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Criado em 2005, o Programa de Inclusão Digital mantinha zerada a alíquota do PIS/Cofins que incide sobre as receitas obtidas com a venda, no varejo, de produtos de informática como computadores, notebooks, tablets e smartphones.

Eles continuarão desonerados até dezembro, mas a partir de janeiro as empresas passarão a recolher a alíquota normal, de 9,25%. Como os tributos geram crédito tributário, os técnicos da Receita avaliam que não haverá um forte aumento de carga de impostos. No entanto, a extinção desse benefício será a principal fonte de recursos para o governo neste pacote - R$ 6,7 bilhões devem entrar nos cofres no ano que vem.

O fim do programa foi determinado por medida provisória, que entra em vigor imediatamente, mas será analisada pelo Congresso Nacional. O presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), Humberto Barbato, apelou ontem aos parlamentares, pedindo a eles a "correção" da medida, "pois acabar com um importante estímulo como a Lei do Bem é condenar o País ao atraso".

Nem mesmo os jogadores de futebol e artistas escaparam do aumento de tributos: o governo vai aumentar a tributação sobre os chamados "direitos de imagem". O pacote, que vai render R$ 11,3 bilhões aos cofres federais ao longo de 2016, segundo a Receita, têm potencial de aumentar as receitas em até R$ 20 bilhões.

Segundo os técnicos do Fisco, as diversas alterações nos impostos foi motivada pela "necessidade" de corrigir distorções tributárias e atualizar programas. No entanto, quando perguntado sobre a razão para que todas as medidas, que afetam diferentes setores, terem saído ao mesmo tempo, o coordenador-geral de tributação da Receita, Fernando Mombelli, afirmou: "Foi uma decisão do governo, por conta do momento político. Esses estudos estavam prontos há muito tempo". Ele reforçou que o pacote está "claramente" direcionado para a "recuperação do equilíbrio fiscal".

Crédito
O governo também decidiu, por meio de decreto da presidente Dilma, elevar de zero para 1,5% ao ano a alíquota do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) que incide sobre os empréstimos concedidos pelo BNDES. A medida já está em vigor e pode render cerca de R$ 1 bilhão aos cofres ainda em 2015. A Receita informou que a expectativa é arrecadar R$ 3 bilhões com essa medida no ano que vem.

"Não há mais essa vantagem específica para o BNDES", explicou a responsável pela área de Imposto de Renda da coordenação-geral de tributação do Fisco, Cláudia Lúcia Pimentel. Desde 2008 que os financiamentos concedidos pelo BNDES às empresas estavam isentos de IOF. Agora haverá cobrança de 0,38% por operação mais uma taxa de 0,0041% ao dia. Somadas, no curso de 12 meses, essas duas alíquotas resultam na taxa de 1,5% de IOF.

Os jogadores de futebol e artistas também darão sua contribuição ao ajuste fiscal do governo. A Receita alterou o regime de tributação das receitas obtidas por empresas com os chamados "direitos de imagem e de autor". Antes parte do direito de imagem eram tributados de Imposto de Renda (IR) e Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) e agora serão tributados integralmente.

Executivo vê desaceleração nas vendas
A decisão do governo de revisar a política de desoneração de PIS/Cofins para itens eletrônicos como smartphones e tablets pode afetar o desempenho das vendas no varejo e no comércio eletrônico, avaliou o CO-CEO da Cnova, German Quiroga. O executivo, que participa de evento em São Paulo, ponderou que o risco é de uma redução da demanda justamente entre as populações de renda mais baixa, que vinham ganhando acesso à internet por meio de dispositivos móveis.

"O smartphone segue sendo uma das categorias que mais crescem no comércio eletrônico e essa medida abala porque afeta as classes de renda mais baixa, pode dar uma desacelerada no mercado", comentou Quiroga ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado. Ele considerou que a retirada da desoneração seria "uma pena" porque o mecanismo serviu para "garantir a massificação da tecnologia".

Apesar de considerar que há risco de desaceleração, Quiroga acredita que os smartphones seguirão sendo itens de desejo do consumidor. "Tem uma grande atratividade em razão da renovação da tecnologia", avaliou.

Quiroga considerou que a Cnova, empresa que reuniu ativos de comércio eletrônico do Grupo Pão de Açúcar e do Casino, tem trabalhado para ganhar participação de mercado no atual ambiente de desaceleração das vendas do comércio eletrônico. "Como uma empresa grande, temos acesso a custos menores e estamos estruturados de forma enxuta, conseguimos ser mais competitivos e isso ajuda a gente na crise a ganhar share", afirmou.

Fabricantes de bebidas terão tabela fixa
A Receita também alterou totalmente a fórmula de cobrança do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) que incide sobre o setor de bebidas quentes. A partir de janeiro, tanto os fabricantes nacionais quanto os importadores de vinhos e destilados (como uísque, cachaças e vodcas) terão uma tabela fixa de IPI, tal qual ocorre com outros setores (como automobilístico e de eletrodomésticos) e não mais um regime complexo "baseado em letras com tributação por faixa de volumetria", que, segundo a Receita, exigia um acompanhamento técnico muito rigoroso. As novas alíquotas variam de 10% a 30% do valor do produto, de acordo com o tipo de bebida.

A alíquota do IPI para vinho, por exemplo, será de 10%. Então um vinho de R$ 50 pagará R$ 5 de IPI, enquanto que um vinho que custe vinte vezes mais, R$ 1 mil, pagará o equivalente, R$ 100. Hoje, as duas garrafas pagam o mesmo teto, de R$ 0,73 centavos de IPI. "É injusto", explicou o coordenador de tributos sobre a Produção e Comércio Exterior do Fisco, João Hamilton Rech.

A Receita ainda acabou com a exigência de uso de selo nas garrafas de vinho que garantiam que o produto havia sido tributado. Outros itens de bebidas quentes e cigarros têm esse tipo de selo. Desde que esse selo foi implementado no segmento de vinho, a questão foi parar na Justiça e parte dos produtores conseguiu liminares para não selar as garrafas. Com isso, a Receita Federal entendeu que era desnecessário manter essa burocracia.

Da Tribuna do Norte / Via Blog Comunicador Efectivo

VAMOS POUPAR ÁGUA!

Filho de procuradora da Assembleia comandava esquema no Idema

Gutson é acusado de desviar quase R$ 20 milhões do Idema
Gutson é acusado de desviar quase R$ 20 milhões do Idema

O esquema desbaratado hoje pelo Ministério Público no Idema funcionava há alguns anos. E era liderado por Gutson Johnson Bezerra, ex-diretor administrativo do órgão.

Gutson é filho da ex-procuradora Geral da Assembleia Legislativa, Rita das Mercês, e é acusado de desviar quase R$ 20 milhões do Idema. Dinheiro aplicado em vários imóveis com o auxílio de laranjas. Rita também foi presa pelo Ministério Público recentemente, suspeita de liderar um esquema que roubou cerca de R$ 5,5 milhões da AL.

Diversas empresas estão envolvidas na fraude no Idema. Às 15h o MP concede entrevista coletiva e muito mais detalhes sobre o esquema deverão ser revelados.

Fonte: Blog do Jacson Damasceno http://ift.tt/1KrRio6

from Conectados http://ift.tt/1UrQpeR

Veículo de Mossoró atropela e mata casal em São Francisco do Oeste





Foto: Reprodução/WhatsApp

Da redação

Uma colisão entre uma motocicleta e um carro deixou dois mortos na tarde desta quarta-feira (02) na BR-405, no município de Taboleiro Grande, a 8km de São Francisco do Oeste.


O casal que veio a óbito estava na motocicleta, de placa MXL-9204, de Felipe Guerra. Uma das vítimas chegou a ser socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel (SAMU) para o Hospital Regional de Pau dos Ferros, mas não resistiu. A outra vítima morreu no local do acidente.

De acordo com a Polícia Militar de Pau dos Ferros, o condutor do no carro, um Gol vermelho de placa OWA-6065, de origem de Mossoró, se evadiu do local.

Uma equipe do Instituto Técnico Científico de Polícia foi acionada para o local.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF/RN) está no local do acidente por se tratar de uma via de ordem federal.


MOSSORÓ HOJE apura os fatos.

Fonte: Mossoró Hoje / Via Blog Atualidades

Estudantes podem se preparar para o ENEM com aplicativo gratuito

Estudantes que se preparam para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem ganhar um reforço extra com o aplicativo EDU.app lançado no Brasil. A ferramenta traz videoaulas em formato exclusivo para tablets e celulares. Baixe aqui gratuitamente.
O EDU.app tem interface intuitiva e amigável, organizada de acordo com o conteúdo e os critérios da avaliação. O conteúdo em vídeo é apresentado em playlists customizadas, e conectadas com momentos reais da vida do jovem, por exemplo: ‘Para fugir do embromation’, com conteúdo de língua inglesa, ‘Saindo pela tangente’, de geometria, ‘Enquanto cozinho’, sobre química nos alimentos, proteína e enzimas, e ‘Estudando no banheiro’, sobre fisiologia, poluição e tratamento de água.
Via Blog do Robson Pires

BRASILEIRÃO 2015: FLAMENGO E AVAÍ SE ENFRENTAM HOJE NA ARENA DAS DUNAS, EM NATAL/RN

Resultado de imagem para flamengo e avai 
 
Longe de casa, mas mandante e com a grande maioria do estádio a seu favor, o Flamengo entra em campo hoje na Arena das Dunas, em Natal, para enfrentar o Avaí às 22h, em confronto válido pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time carioca vem de vitória e está na intermediária da tabela – décimo colocado com 29 pontos – e se vencer nesta noite, pode começar a imaginar o G4 como uma realidade mais próxima.

Via Blog Patu Visto de Perto

POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL INICIA OPERAÇÃO INDEPENDÊNCIA

Resultado de imagem para POLICIA RODOVIÁRIA FEDERAL 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou a 0h de hoje e segue até a meia-noite da segunda-feira, 7, as atividades da Operação Independência. As ações visam levar segurança às rodovias federais para o feriadão deste final de semana.

De acordo com o inspetor Carlos Kléber, a PRF vai intensificar as ações nos seguintes eixos: embriaguez ao volante, ultrapassagem proibida, excesso de velocidade e veículos de duas rodas.

Via Blog Patu Visto de Perto

Prefeitura de Mossoró fará capacitação de servidores

A Prefeitura de Mossoró lança nesta quinta-feira, 3, o Programa Municipal de Capacitação dos Servidores, que será executado em parceria com o Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM). O lançamento acontece a partir das 9h, no Salão dos Grandes Atos do Palácio da Resistência, com a presença do prefeito Francisco José Júnior.
O programa, coordenado pela Secretaria da Fazenda, através da Unidade de Execução Municipal (UEM), contemplará inicialmente os servidores das Secretarias da Administração, Planejamento e da própria Fazenda. Os três primeiros cursos, de um total de 10 que serão ministrados até o mês de outubro, acontecerão nos próximos dias 8, 9, 10, contemplando as temáticas “Excelência no Atendimento e Comunicação no Trabalho”, “Redação Oficial” e “Licitação e Contratos Administrativos”.
Fazenda
Os cursos terão carga horária de 21h e serão ministrados simultaneamente. “Essa capacitação está sendo oferecida a partir do Programa Nacional de Apoio à Modernização Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros – PNAFM – e visa aprimorar e modernizar a gestão, aumentando a eficiência e atualizando os nossos servidores”, explica Jerônimo Rosado, secretário da Fazenda e coordenador geral da Unidade de Execução Municipal.
Durante a abertura do Programa de Capacitação dos Servidores será ministrada, pela superintendente do Instituto Brasileiro de Administração Municipal, Cláudia Ferraz, uma palestra de integração, com apresentação do IBAM, seus projetos e objetivos.
Com informações da Prefeitura de Mossoró.
Via Blog do Carlos Santos

VACINAÇÃO CONTRA A POLIOMIELITE É PRORROGADA

Vacinação contra a poliomielite é prorrogada até o próximo dia 10.

Até a última segunda-feira, 31, 
foram imunizadas 14.156 crianças


A campanha de vacinação contra a poliomielite foi prorrogada pelo Ministério da Saúde (MS) até o dia 10 deste mês nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Mossoró.

A medida foi tomada para que o município consiga atingir a meta de imunizar 95% das crianças aptas a receberem a imunização contra a paralisia infantil. Até o final do novo prazo, todas as 45 UBSs das zonas urbana e rural devem ofertar a vacina.

Até a última segunda-feira, 31, data final da campanha contra a poliomielite, o município havia aplicado 14.156 das 17.813 doses previstas, o que equivale a 79,48% do público-alvo. A vacina é destinada a crianças de seis meses a quatro anos, 11 meses e 29 dias de idade e, segundo informa a assessoria da pasta, não possui contraindicações.

Este ano, a campanha incluía também a atualização do cartão de vacinação das crianças através da oferta de 10 vacinas diferentes. Entretanto, com a prorrogação do prazo, apenas a imunização contra a poliomielite deve continuar sendo ofertada nas UBSs até o dia 10. Nestes oito dias a mais de vacinação, a Secretaria Municipal de Saúde informa que também não será realizado nenhum dia "D" nas unidades de saúde do município.

"Nós pedimos a colaboração de todos os adultos para levarem as crianças à UBS mais próxima de sua casa até o fim da campanha de vacinação. O fato de o Brasil estar livre da pólio desde 1990 não deve servir de acomodação para a sociedade não se mobilizar em favor da vacinação. Precisamos manter o país livre da paralisia e isso só se dá através da vacinação", afirma a secretária municipal de Saúde, Leodise Cruz.

Por Redação do
Resultado de imagem para logo do o mossoroense


POSTADO POR
Resultado de imagem para BLOG NASERRA