@PatuemFoco

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Como lidar com polêmicas virtuais

Folha de S.Paulo

Ouvir o texto

Vivemos em um mundo de imagens e os limites entre o público e o privado estão cada vez mais elásticos, seja nas questões pessoais, quando se observa o que é postado no Facebook ou nas questões profissionais, levando-se em consideração o LinkedIn.

O mundo, sem dúvida, ficou menor com o advento da internet. Devido à facilidade de expressão, as questões de foro íntimo, que deveriam ser tratadas e resolvidas internamente, ou as situações que poderiam ser solucionadas em grupo, mas de modo fechado e sem grande repercussão, são exibidas publicamente --muitas vezes em um momento de explosão emocional, causando danos, às vezes irreversíveis, às imagens pessoais e às marcas.

Importante repensar na sua atitude diante do seu público, que pode ser o mundo, caso você não selecione as pessoas que adiciona à sua rede.

Mais do que colecionar contatos, é importante estabelecer critérios para aceitar pessoas na sua rede de relacionamento. Curiosamente, nesta semana, na página de apresentação da rede social Google+, vi a seguinte recomendação: "Nem todos os relacionamentos são criados igualmente. Compartilhamos uma coisa com um colega de trabalho, outra com nossos pais e quase nada com nosso chefe".

A quem você direciona seus posts e qual é qualidade das observações que faz? São construtivas? Que informações você ou os colaboradores da empresa estão discutindo e ou compartilhando? São assuntos e projetos sigilosos?

Você pode emitir opiniões e até participar de discussões polêmicas. Defender uma ideia com bons argumentos é saudável e pode influenciar a opinião de outras pessoas. Mas seja respeitoso com as opiniões e crenças alheias. Essa atitude demonstra maturidade e competência para lidar com a diversidade que o mundo virtual propicia.

Vale a pena, apesar de tanta facilidade, refletir alguns minutos antes de fazer comentários desdenhosos, com juízo de valor, de críticas infundadas e agressões -- na maioria das vezes, desnecessárias mas que ficarão registradas. As ferramentas podem ser públicas, mas para o bem da sua carreira, ainda há assuntos que devem ser resolvidos no âmbito privado.
Divulgação
Adriana Gomes é mestre em psicologia social e do trabalho, coordenadora do Núcleo de Estudos e Negócios em Desenvolvimento de Pessoas da ESPM e fundadora do site www.vidaecarreira.com.br. Escreve aos domingos, a cada duas semanas, no caderno 'Negócios, Empregos e Carreiras'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO !!!

Prezado Amigo Web-Leitor, não publicarei comentários anônimos e, também, não aceito nenhum tipo de ofensas morais que possam vir a denigrir a imagem de alguém e não me responsabilizo por comentários que alguém possa vir fazer.
Pois, antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato !!!

Cordiais saudações,

CLAUDISMAR DANTAS -
(Editor - Blog PATU EM FOCO).